Estratégia I Pensar no futuro e agir agora

Como será a empresa do futuro? Foi a pergunta que a IBM fez a executivos dos mais diversos setores, espalhados pelo mundo. O resultado, naturalmente, pode soar pretensioso às empresas que sentem certo receio quando ouvem falar em tendências, mas não às empresas que estão na ponta do processo de integração dos mercados.

O resultado da pesquisa tem sido a base para a estratégia da própria IBM. Os executivos foram escolhidos porque estão em permanente contato com seus clientes e percebem de antemão as demandas predominantes dos consumidores, além de atuar na captura de oportunidades de crescimento dos negócios.

Uma das descobertas da investigação merece destaque: Os avanços tecnológicos, ainda que intensos, não são capazes de dar conta das lacunas que aparecem exatamente devido ao excesso de informações que bombardeiam diariamente as empresas.

A pesquisa identificou que os consumidores estão cada vez mais exigentes e, por isso, as empresas precisam gastar cada vez mais para preservá-los. Isso é decorrência da democratização da informação e da conscientização de seus direitos, o que tem forçado mudanças no modelo corporativo e investimento em inovações e na estrutura, para otimizar a colaboração com os clientes, para não perdê-los.

O diálogo mais intenso entre as partes fortalece o relacionamento e captação precisa das expectativas. Mas para isso, as empresas sentem a necessidade de ser mais agressivas nas mudanças para fortalece essas parcerias.

Da pesquisa resultou ainda que as empresas do futuro estão ávidas por mudanças, querem ser mais inovadoras que a imaginação dos clientes, buscam a integração global, são desbravadoras por natureza e genuínas. Por isso elas são capazes de mudar rapidamente e com sucesso.

“Em vez de meramente reagir às tendências, ela as molda e lidera. As guinadas setoriais e de mercado são uma chance para adiantar-se à concorrência”. No quesito inovação, tentam se antecipar aos clientes e surpreendê-los.

Um detalhe que deve iluminar as pequenas e médias: As empresas do futuro procuram desafiar radicalmente seu próprio modelo de negócios para desestabilizar a concorrência. “Muda sua proposta de valor, subverte as abordagens tradicionais de comercialização e, assim que surgem oportunidades, reinventa a si mesma e à sua indústria como um todo”.

Nesse aspecto, as empresa brasileiras estão na vantagem, pela disposição de se ajustar aos novos tempos. A criatividade é uma característica forte do empreendedor nacional, elogiado, inclusive, por analistas estrangeiro. É preciso agora pensar no futuro e agir.

Cotações e Índices

Moedas - 29/05/2020 16:37:37
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 5,332
  • 5,333
  • Paralelo
  • 4,750
  • 5,520
  • Turismo
  • 5,410
  • 5,600
  • Euro
  • 6,019
  • 6,021
  • Iene
  • 0,050
  • 0,050
  • Franco
  • 5,618
  • 5,620
  • Libra
  • 6,669
  • 6,670
  • Ouro
  • 295,830
  •  
Mensal - 04/03/2020
  • Índices
  • Jan/20
  • Dez/19
  • Inpc/Ibge
  • 0,19
  • 1,22
  • Ipc/Fipe
  • 0,29
  • 0,94
  • Ipc/Fgv
  • 0,59
  • 0,77
  • Igp-m/Fgv
  • 0,48
  • 2,09
  • Igp-di/Fgv
  • 0,09
  • 1,74
  • Selic
  • 0,38
  • 0,37
  • Poupança
  • 0,05
  • 0,05
  • TJLP
  • 5,09
  • 5,57
  • TR
  • -
  • -

Agendas Tributárias

  • 31/Maio/2020 – Domingo.
  • ICMS | Arquivo digital relativo às informações fiscais a serem prestadas por Produtores Rurais.
  • ICMS | Documentos fiscais emitidos em via única.

Matriz - Av. Amador Bueno Da Veiga, 1254, Penha, São Paulo - SP | CEP 03636-100 | Fone 11 2958-7944 / Fax 11 2958-9798
Filial 1 - Av. Independência, 1072, Valinhos – SP   |   CEP 13276-030   |  Fone 19 3327-7300 / 19 3849-0823
orgpenha@orgpenha.com.br

Midias

Desenvolvido pela TBrWeb
( XHTML / CSS )